Olá. Meu nome é Evelini, mas muitos me conhecem como Eva. Sou escritoratradutora e revisoraprodutora de conteúdo apaixonada pela cultura geek, sou nerd com orgulho e trabalho, basicamente, com cultura pop – inclusive em inglês e espanhol.

Minha vida é, basicamente, contar histórias, ou ajudar que sejam contadas. É a magia da criação, do trabalho com o conteúdo, que me atrai.

O que eu já fiz

Pude aprender muito pelos projetos e empresas pelos quais passei. Pude compreender muito da Internet após passar pela Escola do Futuro da ECA-USP, em um projeto com o Laboratório de Inclusão Digital. Lá, trabalhei com padrões de acessibilidade e produção de conteúdo para newsletter e sites governamentais, além de ter contato com pesquisas com usuários.

De lá, saltei para a vida de tradutora e revisora, quando comecei a trabalhar com projetos bacaníssimos de tradução e localização de livros, legendas para produtos audiovisuais para TV aberta e Internet, sites e revistas, além de jogos analógicos e digitais.

Tive a oportunidade de estagiar na Qualidade de Conteúdo do Portal UOL, onde produzi conteúdo, revisei e traduzi mais.

Atualmente, trabalho com projetos ligados a editoras, como pode ser conferido nos meus jobs. Algumas dessas editoras são New Order (Numenera), Jambô (Dragão Brasil), Retropunk (Hora de Aventura, Rastro de Cthulhu, Savage Worlds, Weird Wars II) e Pensamento Coletivo (RPG Caracterização, Matadores de Dragão).

Desde 2010, alimento um blog sobre jogos de RPG de fantasia urbana, o Livro dos Espelhos. Em 2016, fui convidada a integrar o canal de Youtube Formação Fireball, que quando de seu encerramento deu origem à Ordem do Dado. Em 2016 escrevi um dos artigos do livro RPG Caracterização, lançado pela Editora Pensamento Coletivo.

Em dezembro de 2016 criei a Aster Editora, que teve seu primeiro lançamento em 2017 com Travessias. Atualmente sou a editora-chefe e edito a edição brasileira dos jogos já anunciados, e em diferentes etapas de produção, Sombras Urbanas, Bárbaros da Lemúria, Cruzada Ninja, Coração de Cinzas e Fair Leaves.

Em março de 2018, recebi o Troféu Goblin de Ouro pela Melhor Tradução de Jogos por Hora de Aventura RPG e de melhor texto, com outros escritores, por RPG Caracterização. Vale dizer que, em segundo lugar do troféu de Melhor Tradução, ficou Numenera, outro título que traduzi.

Também prestei serviços para diversas produtoras de jogos digitais, traduzindo e revisando a tradução de jogos estilo FPS, Battle Royale e MMORPG, bem como conteúdo produzido e notícias de jogos nesses estilos.

Além disso, dou palestras, cursos, oficinas e crio coisas – assim, posso iniciar sempre novas narrativas, criar novas histórias.

O que eu estudei

Depois de uma rápida passagem de um ano e meio no curso de Publicidade e Propaganda na Cásper Líbero, decidi seguir outros rumos e mudei para a USP, onde atualmente cumpro os créditos finais para concluir o bacharelado em Letras Português – Espanhol.

Sou capaz de ler, escrever, traduzir e me comunicar em inglês e espanhol. Como aqui trabalhamos com nerdices, manjo de outras línguas de forma básica e/ou instrumental (como alemãolatim clássicogrego clássicocatalão francês) e sou capaz de fazer pesquisas, adquirir informações (leitura instrumental) ou realizar pesquisas principalmente de etimologia, inclusive em línguas literárias (como Quenya e Sindarin).

Além de estudos formais, participei de cursos e treinamentos, como por exemplo de CAT Tools, com habilidade desenvolvida no MemoQ, e ferramentas de newsletter, como o MailChimp. Além disso, entendo de HTMLCSS, arranho um PHPMySQL, entendo o funcionamento do WordPress, do básico de edição de imagens no Photoshop e de áudio usando ferramentas como Audacity. Também me entendo bem com o InDesign e com o Illustrator, sobretudo para a diagramação de livros.

Imprensa & Entrevistas Selecionadas